Hemodinâmica

O HJV possui um moderno serviço de hemodinâmica qualificado com profissionais e equipamentos devidamente selecionados para a realização de exames diagnósticos e terapêuticos cardiológicos adultos e pediátricos.

Exames e Procedimentos realizados:

Procedimentos Cardiovasculares

– Cateterismo Cardíaco
– Angioplastia Coronária
– Implante de Marcapasso cardíaco externo
– Estudo Eletrofisiológico
– Cateterismo Cardíaco pediátrico
– Procedimentos Vasculares periféricos
– Tratamentos endovasculares periféricos

Neurologia Intervencionista

– Exames Diagnósticos e Procedimentos terapêuticos
– Radiologia Intervencionista

Informações Gerais

Cateterismo cardíaco

O Cateterismo Cardíaco ou Cineangiocoronariografia é um exame invasivo que pode ser realizado de forma eletiva para confirmar a presença de obstruções das artérias coronárias, ou para avaliar o funcionamento das valvas e do músculo do coração. Além disso, em situações de emergência, é utilizado para determinar a exata localização da obstrução que está causando o infarto agudo.

O exame auxilia no diagnóstico de doenças como angina, doenças coronarianas agudas ou crônicas, conforme a indicação do médico, e, também, no acompanhamento do seu tratamento.

Devido à administração dos sedativos, é obrigatória a presença de acompanhante no Hospital.

Salientamos que é imprescindível o uso do contraste radiológico, pois, na sua ausência, fica impossível efetuar os diagnósticos. Esse procedimento é realizado no Laboratório de Hemodinâmica do Hospital Jorge Valente, devendo o paciente ficar em observação.

É realizado por Médicos treinados, especificamente em Cardiologia Intervencionista e Hemodinâmica, Angiorradiologia, Radiologia Intervencionista e Neurorradiologia.

As complicações relacionadas à sedação intravenosa:

São de solução imediata, uma vez que é realizada por médico anestesista.

São raras as complicações, mas pode haver:

– Flebite (inflamação no local da aplicação da medicação),dor torácica e dispneia (dificuldade de respirar), sonolência, náuseas e vômitos.

As reações ao contraste:

São de rara ocorrência e podem ser: de urticária (vermelhidão e coceira na pele), náuseas, vômitos, flebite, dor abdominal, broncoespasmo, laringoespasmo, arritmia cardíaca, hipotensão, convulsões, disfunção renal e até parada cardíaca.

Outras complicações, como sangramento no local de acesso, diminuição ou perda do pulso, formação de pseudoaneurisma arterial ou fistula arteriovenosa, alergia ao contraste, derrame cerebral ou AVC, insuficiência renal, edema agudo de pulmão e/ou arritmias e infarto agudo do miocárdio, podem ocorrer, porém são muito raras.

Para tais reações, o Hospital Jorge Valente dispõe de protocolo para preparo antialérgico, e Proteção Renal, além de todo Suporte necessário para o pronto atendimento diante de qualquer necessidade.

Qual é o preparo para a realização do cateterismo?

  • Pacientes ambulatoriais – provenientes da residência (que não estão internados) – devem seguir a orientação dada durante a marcação do exame
  • Se o paciente apresentou algum tipo de alergia prévia, em exame que utilizou contraste, ou alergia a alguma medicação, deverá ser informada ao Setor de Hemodinâmica  para receber as orientações necessárias.
  • Se estiver em uso de anticoagulantes (Marevan, Coumadin ou Marcoumar) ou de antidiabéticos orais (Metformina – medicamento usado para tratamento de diabetes: Glifage ou Glucoformin), deverá conversar com o médico que solicitou o exame ou com o Setor de Hemodinâmica , pois há necessidade de suspensão temporária ou ajustes nessas medicações para a realização do exame.
  • Será fornecido um Termo de Consentimento Informado e Esclarecido, que deverá ser assinado pelo paciente ou pelo responsável legal, confirmando, assim, a autorização para a realização do procedimento.
  • É necessário jejum de 6 horas para a realização do procedimento.
  • É necessário  trazer os exames realizados nos últimos seis meses, como, por exemplo:,teste de esforço, cintilografia miocárdica, cateterismo ou angioplastia, relatórios de cirurgia cardíaca e resultados de exames laboratoriais.
  • Após o diagnóstico do grau da obstrução arterial, será mantido contato com o médico do paciente pelo Hemodinamicista. O paciente poderá decidir por tratamento intervencionista imediato (Angioplastia Coronária) ou programar o tratamento para os dias subseqüentes.